quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Jornada Vermelha - Parte II

Keraton Henna, Vermelho Cereja (Kert)

      Todas nós sabemos (ou temos uma ideia) dos benefícios que as tinturas em Henna nos traz; entretanto, um dos malefícios mais comuns é a incompatibilidade com outros procedimentos químicos. Isso ocorre porque a Henna (Lawsonia Inermis), quando possui metais pesados em sua composição, gera uma incompatibilidade com descolorantes, aquecendo e provocando uma reação química na fibra capilar, que por sua vez, resseca os fios e os leva ao rompimento/quebra.

      Como eu estava decidida me aventurar em tinturas vermelhas (não própriamente profissionais ou "de farmácia"), fui em busca das tintas fantasias. Mas por um acaso, encontrei esse tonalizante, á base de Henna, que pode ser usado em cabelos quimicamente tratados! *o*

      Há menos de quinze dias, fiz o alisamento com tioglicolato de amônia e meus cabelos estavam bem desbotados. Como bônus, parei com meu Cronograma Capilar, então, decidi reduzir ao máximo os danos nos fios, optando por este tonalizante, que promete tratar e colorir.

Keraton Henna, Vermelho Cereja (Kert)

      Segundo a marca: "É uma máscara de tratamento de origem vegetal com cor, à base de extrato de Henna, que dá brilho, força e proteção aos fios; Óleos Exóticos de Kukui, Tamanú e Macadâmia com propriedades nutrientes, regeneradoras, hidratantes e antioxidantes e da ação protetora da Manteiga de Karitê, cuja função de filtro UV natural evita o envelhecimento dos fios.

      O Keraton Henna realça a coloração dos cabelos, dando mais vitalidade e devolvendo o brilho natural, de forma extremamente suave. Resiste a aproximadamente 6 a 8 lavagens, desbotando de maneira uniforme e natural sem manchar ou alterar a qualidade da tonalização. Pode ser usado em cabelos quimicamente tratados".

Composição: Aqua (Water), Propylene Glcyol, Ethoxydiglicol, Butoxyethanol, PEG-7 Glyceril Cocoate, Cetearyl Alcohol, Glyceril Stearate, Olus Oil, Soybean Glycerides, Butyrospermum Parkii Butter Unsaponifiables, Aleurites, Moluccana Seed Oil, Cetrimonium Chloride, Polyquaternium-39, Dehydroacetic Acid, Benzyl Alcohol, Aminomethyl Propanol, Lawsonia Inermis Extract, Hexyl Cinnamal, Cystine, Parfum (Fragance).

Cada embalagem vem com um frasco aplicador de 80g e um par de luvas. ;)

      Desde que iniciei minha jornada, por umas duas vezes, usei tonalizante. Mas, de longe, esse é meu preferido. Logo na prova de toque, fiquei encantada; após seguir as instruções, retirei o produto do meu antebraço e, obviamente, o local ficou manchado. Mas, no dia seguinte, quando acordei, notei que a mancha havia desaparecido. Já com o outro tonalizante que eu usava, as manchas sumiam gradativamente, igualmente a uma tintura permanente.


      A textura é em creme, ou seja, não escorre, mas se se escorrer, leve em consideração que, antes de aplicar o tonalizante, deve-se lavar os cabelos somente com shampoo e retirar bem o excesso de água, com uma toalha.

      Mesmo não gostando de frascos com bicos aplicadores, achei este bem prático e, acreditem, 80g renderam horrores! Não só pelo fato dos meus cabelos serem curtos, mas o tonalizante se espalha pelos fios facilmente, de modo que dá até para guardar o que sobra.

      O tempo de ação é de 30 á 50 minutos, de acordo com a intensidade desejada. Como eu queria a cor bem intensa, deixei os 50 minutos e quando lavei, senti o cabelo macio e leve. Quando sequei e passei a sagrada chapinha, me impressionei com a cor dos fios. Posso dizer que colocou muitas tinturas permanentes no chinelo!

      O perfume de rosas (se eu não estiver enganada) é um pouco enjoativo, porém, agradável. Mas, nem considerem isso, pois praticamente todos os perfumes me enjoam, desde criança.

Keraton Henna, Vermelho Cereja (Kert)
As fotos do "Antes", foram fotografadas no mesmo dia, enquanto as do "Depois" foram fotografadas em dias e iluminações diferentes.

      Não sei se dá para reparar, mas na foto em que o tonalizante está na minha mão, eu notei reflexos acajus. Entretanto, depois de secar os cabelos, não notei os tais reflexos e acabei achando que era uma brisa minha. Porém, minha irmã me perguntou:

-Você pintou os cabelos com tinta vermelha com rosa?

Daí, eu disse:

-Não. Porquê? Está rosa?

Minha irmã:

-Não está muito, mas dá para perceber que tem rosa.

      Sempre digo que, numa realidade paralela, quando eu enjoar do vermelho, quero pintar meus cabelos de rosa. Tive uma pequena experiência de como ficaria, com esse tonalizante, ou seja, para quem curte o famoso "vermelho rosado", essa cor é perfeita. É uma pena este ser um tonalizante! :(

Leia também: Jornada Vermelha - Parte I


6 comentários:

  1. Ficou bem bonito.
    Saudades do cabelo vermelho, já fazem mil anos que tô com cabelo preto e falta coragem de fazer todo processo pra tirar o preto e então encontrar o vermelho que tanto quero.

    Beijo
    |Blog ° Instagram ° WL Store|

    ResponderExcluir
  2. A falta de coragem pra retirar toda a cor preta dos fios, é só um detalhe. Pior mesmo, é encontrar e conseguir chegar no vermelho desejado; até porque, quem tem/teve cabelos vermelhos, sabe da buscar incessante pelo vermelho perfeito. Sempre queremos a cor mais, e mais intensa! ^^

    ResponderExcluir
  3. Que cor linda! Ficou bastante viva a cor.
    Eu já tentei pintar meu cabelo de vermelho, mas em mim nunca fica bom.

    http://lillymunsters.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Mas, Lilly, porque não fica bom? :/
    Deve ser a mudança repentina, que te faz pensar assim. Como fui intensificando o tom gradativamente, não senti estranheza, mas, confesso que por muitas vezes, penso que não há tanta diferença da cor atual do meu cabelo, pra cor do meu cabelo virgem. Pura neura! ^^

    ResponderExcluir
  5. O ruim da Keraton é que sai rápido demais, né!?
    Quando eu pintava de vermelho, passei a usar tonalizantes, tintas fantasias e duravam mais, com a cor mais vermelhona o possível. Eu amava! Deu saudade. ):

    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por ser tonalizante, desbota mais rápido mesmo. Pode ser neura minha, mas senti que o pouco de henna, na composição do tonalizante, deu uma segurada na cor.
      Não só quem tem/teve cabelos vermelhos, como cabelos coloridos, sabe o porre que é cuidar deles. Por diversas vezes, já pensei em parar de pintar ou, simplesmente, pintar de preto, mas tenho certeza, sentiria saudades também!

      Excluir

Para que a devida atenção seja dada aos visitantes do blog, os comentários passaram por moderação, onde serão lidos e respondidos.